Looking for something better than a DESOLATION ROW...

Looking for something makes me always better...

Às vezes me sinto como se não possuísse mais o dom de ter sentimentos. Creio ter me transformado em mais uma máquina criada. "Nenhuma verdade me machuca, nenhum motivo me corrói / Nenhum sofrimento me comove, nenhum programa me distrai"... É tudo que, vez ou outra, passa pela minha cabeça.

Hoje, 17 de Outubro, várias vezes vi na TV sobre os ônibus que estavam queimando, sobre o helicóptero atacado, enfim, sobre o caos que caiu sobre a cabeça de muita gente, que chocou, ou pelo menos alertou, quarquer um que visse. Mas não a mim.
Será que sou mais uma conformada com o que o mundo virou? Será que pós minha geração, as crianças já nasçam com um "chip" programado para não sentir nenhum tipo de abominação com as crueldades que acontecem? Por que não me senti nem um pouco afetada ou sensibilidade com aquela tragédia?

Mas salva, percebi que não... eu não era uma sem sentimentos, eu tinha sim, dentro de mim, algo que ainda me fizesse humana! Foi quando vi o que aconteceu com aquele bebê que caiu debaixo de um trem e sobreviveu.

"O circuito interno de vídeo de uma estação de trem em Melbourne que não é a capital da Austrália, capturou o momento em que um carrinho de bebê caiu em frente a um trem que parava diante da plataforma, na Austrália, na quinta-feira.

O bebê de seis meses de idade foi arrastado por cerca de 30 metros, mas sofreu apenas uma contusão na cabeça. O condutor reduziu bastante a velocidade do trem ao perceber que o carrinho de bebê tinha caído nos trilhos, o que diminuiu o impacto."


Pois é, um bebê, de 6 meses, que mal consegue abrir os olhinhos, foi salvo, GRAÇAS A DEUS (e só pode ter sido por Ele mesmo!), de ser morto, esmagado e retalhado (nossa... O_O) por um trem.
Confesso que quando vi essas imagens realmente me senti viva, sei lá, talvez me imaginando no lugar daquela mãe, que por dois segundos ajeitou a blusa e viu seu filho caindo e sendo arrastado, ou talvez por ver que ainda há salvação para alguns (como no caso da crinaça...), ou só mesmo por saber que apesar daquilo ele estava bem.
A mãe, claro, foi internada em estado de choque, o que é perfeitamente fácil de entender, já que, até eu, que nada tenho com a história, levei um susto tão grande...

O vídeo, para quem ainda não viu essa cena terrível:


2 BJOSmecomentem!:

diego disse... 19/10/09 13:43  

é uma imagem impressionate,eu me assustei tbm...agora,quanto a violência no Rio,se toda vez que acontecer isso eu ficar comovido,só vou viver triste...eles que se virem,bando de marginais...eu fiquei chateado por causa do Rubinho,mas eu tô tão feliz,que isso nem me afetou

Ah, que bom que então não sou eu q sou tão insensível... *-*

"Tão feliz!?!?" Que booooom...
Tem algum motivo.?? =)

About Me

Minha foto
Karen B.
Aspirante à publicitária. Apaixonada por música.
Visualizar meu perfil completo

Seguir

Twitter me:

Online

The TIME is done...


Blogs fodas!

Pesquisar este blog